jul
16
2021
por Deayra Bandim & Isabela Sanchez
0 comentários

Descubra os Doze Princípios do Manifesto Ágil

Descubra os Doze Princípios do Manifesto Ágil
por Deayra Bandim & Isabela Sanchez
0 comentários

No texto anterior, abordamos o Manifesto Ágil, seus valores e as vantagens de trabalhar com Metodologias Ágeis. Agora, chegou a hora de falarmos sobre os Doze Princípios do Manifesto Ágil e entender ainda mais como funcionam os times ágeis.

O que são esses princípios?

Eles correspondem a um conjunto de fundamentos que representam um complemento dos valores e reforçam a importância da comunicação e da satisfação dos envolvidos. Além disso, também destacam a entrega contínua em um ritmo saudável e a funcionalidade do software ou produto.

Tudo isso, sempre priorizando pessoas e soluções em detrimento dos processos burocráticos do modelo tradicional de gestão de projetos.

Os Doze Princípios do Manifesto Ágil

1 – Geração de valor:

“Nossa maior prioridade é satisfazer o cliente, através da entrega adiantada e contínua de software de valor.”

2- Flexibilidade:

“Aceitar mudanças de requisitos, mesmo no fim do desenvolvimento. Processos ágeis se adequam a mudanças, para que o cliente possa tirar vantagens competitivas.”

3- Frequência:

“Entregar o software em funcionamento com frequência, seja na escala de semanas ou meses, dando preferência a períodos mais curtos.”

4- União:

“Tanto pessoas relacionadas a negócios como desenvolvedores devem trabalhar em conjunto, diariamente, durante todo o curso do projeto”.

5: Motivação:

“Construir projetos em torno de indivíduos motivados, dando a eles o ambiente e o suporte necessário e confiando neles para fazer o trabalho.”

6: Comunicação:

“O método mais eficiente e eficaz de transmitir informações para e entre uma equipe de desenvolvimento é por meio de conversa face a face”

7- Funcionalidade:

“Software funcionando é a medida primária de progresso.”

8- Sustentabilidade:

“Os processos ágeis promovem desenvolvimento sustentável. Os patrocinadores, desenvolvedores e usuários devem ser capazes de manter um ritmo constante indefinidamente.”

9- Revisão:

“Contínua atenção à excelência técnica e bom design, aumenta a agilidade.”

10- Simplicidade:

“A arte de maximizar a quantidade de trabalho que não precisou ser feito.”

11- Organização:

“As melhores arquiteturas, requisitos e designs emergem de times auto-organizáveis.”

12- Autoavaliação:

“Em intervalos regulares, o time reflete em como ficar mais efetivo, então, se ajustam e otimizam seu comportamento de acordo”

O começo de uma nova era

Podemos dizer que o Manifesto representou um grito de liberdade, dando fim a práticas e burocracias que travavam o processo de desenvolvimento. Depois de sua criação, no final do mesmo ano (2001), surgiu a Agile Alliance, a organização sem fins lucrativos responsável por compartilhar esse conhecimento em todo o mundo.

As Metodologias Ágeis vieram para ficar e por isso não devem ficar em segredo. Por meio de debates, discussões e estudos todos podem propor novas ideias que sigam esses princípios e promover inovação com geração de valor.

Ficou claro para você por que trabalhamos com essas Metodologias? O uso de frameworks como o Scrum, Kanban, Lean e muitos outros, ajudam a tornar o sucesso de nossos clientes e parceiros possível.

Se tiver alguma dúvida, pode enviar. Nós ajudamos você a entender melhor!

Manifesto para Desenvolvimento Ágil de Software (agilemanifesto.org)

Compartilhe